Indique este site

Habilidades e Competências

É correto utilizar "o mesmo"?

“Antes de entrar no elevador, verifique se o mesmo encontra-se parado neste andar”. Lei n° 12.722 de 4/9/1998

[VEJA TODAS]

Newsletter

Cadastre-se em nossa Newsletter e receba as novidades e notícias da Scritta.

Veja todas as Newsletter

Enquete

De acordo com o artigo “Os discursos na polêmica do novo livro didático”: Você concorda que o MEC deve defender a língua popular, ainda que com “erros”?


Já votou!     Resultados

Mural de Recados

"Eu, Manoel Jesus, quero agradecer de coração, esse maravilhoso convite, para me recadastrar, na &quo..."

Manoel Jesus, pessoa física

"Agradecimento:
O curso de redação empresarial é útil para o funcionário e para a empresa: a c..."

Moacir Laurenço de Jesus, CNAC

"Laila, achei o treinamento de Comunicação Oral e Escrita excelente. Parabéns pelo seu trabalho...."

Cleidian, Cyrela

Veja todos os recados Deixe o seu recado

Redação Empresarial: nem seje, nem menas

Revisado - Reforma Ortográfica

Entenda os principais vícios de linguagem, conhecidos como "Barbarismos", que são recorrentes em nosso dia a dia.

Observe as frases abaixo:

Menas pessoas estão tendo tempo para o lazer por causa da rotina.

Seje sempre leal com seus parceiros no ambiente de trabalho.

Alguma vez você já se sentiu constrangido ao ouvir uma dessas frases muito comuns no nosso dia a dia ou até mesmo pegou-se de surpresa pronunciando uma delas utilizando tais palavras de forma equivocada?

O fato é que muitas vezes esses vocábulos saem da nossa boca ou passam pelos nossos ouvidos totalmente despercebidos. Quando percebemos a confusão cometida na pronúncia deles, o máximo que podemos fazer é aceitar a gafe e tomar o cuidado para não proferi-los novamente.

O assunto já virou polêmica até em redes sociais como o Orkut ou o Facebook, nos quais existem comunidades ou fanpages feitas especialmente para alertar os falantes da língua portuguesa acerca da pronúncia e do uso incorreto dessas expressões. Milhares de membros, que se autodenominam sensíveis às agressões ao português, fazem parte das discussões dos grupos e compartilham a opinião comum de que utilizar essas expressões dessa maneira, seje e menas, é o mesmo que ser um serial killer ou assassino da nossa gramática.

Outras expressões que chegam a ser consideradas verdadeiras pérolas da língua portuguesa também são muito proclamadas diariamente, exemplo disso, a expressão a nível de. Como poucos sabem, essa expressão apenas pode ser utilizada ao nos referirmos ao nível do mar, à maresia da praia, o que não significa que podemos aplicá-la a outras situações quaisquer, como grande parte dos falantes faz ao utilizá-la.

Por exemplo, dizer a frase: "A nível de doutorado, não sei se este é o melhor tema" não é considerado correto, pois se trata de um vício de linguagem relacionado ao costume de dizer a expressão "a nível do mar". Da mesma forma dizer menas não é correto o que se deve ao fato de inconscientemente acharmos que a palavra deve "concordar" com "pessoas", como acontece na frase acima.

Na verdade essas e as outras raridades da língua são conhecidas como "barbarismos", um vício de linguagem que consiste em usar uma palavra errada quanto à grafia, pronúncia, significação, flexão ou formação. Em outras linhas, são alterações defeituosas que a língua sofre em sua pronúncia e escrita seguindo a ignorância do povo ou o descaso de alguns escritores. 

Então, para não cometer mais esses deslizes nas conversas formais e informais, no trabalho e no dia a dia, grave no seu vocabulário: seje e menas são vícios de linguagem! O correto é seja e menos. Assim como dizer ou escrever a nível de só vale para nos referirmos ao mar, em outras situações, esqueça dessa expressão de uma vez por todas, ao menos que você queira ser motivo de piada nas redes sociais...

Leia mais um pouco mais sobre o fenômeno do barbarismo e entenda todos os seus mecanismos clicando aqui.

 

Publicado em: 08/08/2005

Autor: Laila Vanetti e Diana Rocha

Veja os comentários (0)

  • Vote neste artigo:

Deixe seu Comentário:

[Voltar]

Destaques

Depoimentos

"O curso é muito bom e me fez relembrar muito a língua portuguesa...."

Claudio Paulon - ViaQuatro

"Excelente! O material foi bem apresentado e bem claro...."

Daniel Farias - ViaQuatro

"Será muito útil para o nosso dia a dia, pois além de relembrar o uso correto da gramática, os textos..."

André Luiz - ViaQuatro

Veja todos os depoimentos

Twitter

  • Orkut
  • Linkedin
  • Twitter

Rua Carlos Stevenson Nº 1.180 – Bairro Nova Campinas - Nova Campinas - Campinas/SP CEP: 13092-132 Tel: (19) 3255-6742

Scritta | Cursos de Redação Empresarial - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Publiweb