Tenho certeza que você já ouviu falar sobre a “Inteligência Emocional”, não é verdade? Mas antes de mostrar para você quais são estas cinco áreas que vão elevar sua carreira profissional, vou fazer uma pergunta. Você sabe o que é “Inteligência Emocional”?

Ela é habilidade de gerenciar nossas emoções, e impacta diretamente na forma como lidamos com os desafios. Além disso, ela compreende nossa reação e posição diante das emoções de outras pessoas, proporcionando a construção de relações saudáveis.

Essa habilidade corresponde a aproximadamente 58% da nossa performance profissional, segundo pesquisas realizadas pelo Dr. Travis Bradberry, co-autor do best-seller Emotional Intelligence 2.0.

É por esse motivo que a Inteligência Emocional é considerada uma das habilidades mais importantes de um profissional na atualidade. Isso por que é essencial para que a procrastinação, a falta de estímulo, a reclamação e o desentendimento com colegas e gestores não tomem conta da sua vida profissional.

E para que esses sentimentos não atrapalhem sua vida profissional, adquirir a habilidade da Inteligência Emocional é muito importante. Assim, você se torna impenetrável e inabalável e suas ações não serão mais guiadas pelas emoções, considerando que um profissional de sucesso consegue agir de forma racional, visando ao bem-estar da empresa e dos colaboradores.

Para isso, é preciso desenvolver as cinco áreas da Inteligência Emocional, que são: 

  1. Autoconhecimento; 
  2. Gestão;
  3. Motivação;
  4. Empatia; 
  5. Comunicação. 

 

1) Autoconhecimento

Já ouviu que “conhece-te a ti mesmo e todas portas se abrirão para você?” Pois é. Saber quem você, quais são seus gostos, vontades e limites é essencial. Você precisa organizar suas ideias e emoções internamente. Nossas ações, na grande maioria das vezes, são reflexos do nosso inconsciente, por isso a importância de entender como as experiências, memórias e sentimentos constituem nossas atitudes. 

Ao entender nossos impulsos e como surgiram, é mais fácil saber quais situações podem nos desestabilizar emocionalmente e aprender como controlar essas situações. 

Você possui dificuldade em entender essas ações? Então peça feedbacks aos seus gestores e colegas de trabalho sobre suas habilidades emocionais. Isso pode te proporcionar uma nova visão sobre si mesmo.

 

2) Autogestão 

Vamos lá: você já praticou uma boa dose de autoconhecimento. Qual então o próximo passo para desenvolver a Inteligência Emocional?

É gerenciar as suas emoções! Ou seja, depois de entendê-las, é preciso aprender a gerenciar esse “autoconhecimento”.

O dia a dia acelerado das empresas e os afazeres pessoais não costumam nos deixar muito tempo para absorvermos e percebermos o que se passa dentro de nós, não é verdade?

Por isso, tire 10 minutos do seu dia para realizar uma análise das suas ações e emoções, e perceba em quais momentos é preciso melhorar sua postura de acordo com os acontecimentos e seus sentimentos.

 

3) Motivação

Cada ser humano possui uma motivação própria na vida. O que me motiva, por exemplo, é passar meus conhecimentos e ensinar as pessoas a desenvolverem suas habilidades de comunicação.

Então, se pergunte, qual é a sua motivação? O que faz você acordar todos os dias e pular da cama? O que promove sua alegria pessoal e a satisfação de ser produtivo?

Além de refletir e encontrar essas motivações, anote e leia sempre que possível os momentos e atividades que te dão prazer e uma sensação de satisfação pessoal. Isso vai te dar forças para continuar quando se sentir desanimado.

 

4) Empatia

A Empatia é uma palavra que está na moda ultimamente, não né? Ela se refere às emoções das outras pessoas. É a habilidade de ler as emoções dos outros e criar novas conexões.

Ser empático é perceber as necessidades dos outros e mostrar que se importa com a situação que ele está enfrentando. Mas não é pra fingir que se importa, ok? E sim ter um sentimento real de compaixão com o outro. 

 

5) Comunicação

Sobre esse item, eu posso escrever até de olhos fechados! Rs

A comunicação é essencial para todas as áreas da vida de uma pessoa, não é verdade? E o que você pensa que a comunicação pode fazer pela sua Inteligência Emocional? 

É com as palavras que você se comunica, expressa seus sentimentos, suas ações e demonstra empatia. Tudo é comunicação! E como se comunicar de uma forma branda, calma, empática e sem causar atrito com as outras pessoas? 

Pratique aquele bom e velho ditado “Pense antes de falar”, este é o segredo da comunicação dentro da Inteligência Emocional. 

Em situações de conflito, não discuta no calor do momento, pense nas consequências que as palavras podem causar. Palavras vão, mas nunca voltam. O estrago na sua reputação pode sair muito caro e ser irreversível. Combinado? 

Como a comunicação é a chave mestra para a Inteligência Emocional, a melhor estratégia é aplicar tempo e estudo para aprimorar essa habilidade.

Como tenho visto todos os dias muitos profissionais deixarem de serem promovidos ou até mesmo perder o emprego por não ter habilidades ligadas à inteligência emocional desenvolvidas…

Eu resolvi ajudar com o Redação Empresarial 3.0, um treinamento 100% online em que demonstro muitas técnicas e ferramentas para tornar a sua comunicação muita mais persuasiva, clara e eficaz.

Com o Redação Empresarial 3.0, logo você vai se ver um líder dentro da sua empresa, com muito mais destaque no seu trabalho e com resultados significativos.

Se você quer crescer mais rápido na sua carreira, não deixe de olhar o material exclusivo que preparei para você. Clique aqui e acesse essa oportunidade de alavancar sua carreira.