Você pratica a Escada da Cortesia no seu ambiente profissional?

De acordo com o dicionário Michaelis, a palavra cortesia está relacionada à educação, à gentileza e à amabilidade com pessoas. 

Não tenho dúvidas de que você é uma pessoa gentil, mas será que também demonstra essa característica no trabalho, nos momentos em que escreve e-mails e mensagens para equipe, líderes, fornecedores, clientes etc?

Grande parte das pessoas sabem da importância em ser gentis, corteses, porém, poucas aplicam isso em seus ambientes profissionais

Cortesia é algo fundamental e, dentro das empresas, é uma grande ferramenta de construção de credibilidade e autoridade.

 

Cortesia torna equipes mais produtivas

Já ouviu a máxima de que gentileza gera gentileza?

E é exatamente isso! Você sabe muito bem que mensagens que se mostram gentis são mais receptivas do que aquelas que são “curtas e grossas”. 

Isso acontece porque quando nos deparamos com uma mensagem educada, além de nos sentirmos mais felizes, temos vontade de responder. Com isso, nossa resposta é mais clara e completa.

Pensando por outro lado, quanto somos corteses em um e-mail de solicitação, dúvida, confirmação etc., a comunicação é vista pelo nosso interlocutor de uma forma diferente. Com isso, ele também se torna mais receptivo, logo, a ação que pretendemos que nosso interlocutor execute é comprida de forma mais rápida e assertiva.

De novo: será que você pratica a cortesia no seu trabalho? Será que é cortês na hora de lidar com seu interlocutor? Será que demonstra sua gentileza por meio da sua comunicação escrita?

Se você nunca tinha parado para pensar nisso, te convido a continuar sua leitura e rever a forma como aplica a cortesia em seus e-mails e em suas mensagens. 

Tenho certeza de que, depois desse artigo, além de seus e-mails se tornarem muito mais assertivos e eficazes, a forma como você é visto será outra, logo, seu relacionamento com demais profissionais da sua empresa (e também fora dela) será muito melhor.

Então, te apresento a Escada da Cortesia: os 4 “degraus” para escrever e-mails.

 

Escada da Cortesia

1º degrau

No primeiro degrau da Escada da Cortesia do ambiente profissional estão expressões que você aprendeu quando era criança.

Por favor” e “Obrigada(o)” são expressões básicas e muito importantes para a vida em sociedade. Todo ser humano aprende desde muito novo a dizê-las quando são presenteados, ao pedir algo e assim por diante.

Pensando na sua comunicação escrita, quero saber: como será que você escreveu aquele e-mail ontem? Quantas vezes usou tais expressões? Geralmente pouquíssima, certo? Ou será que colocou: “Favor enviar…” em vez de “Por favor”.

Atenção: lembre-se de que “Favor enviar” tem tem sentido oposto à expressão “Por favor, envie…”. Muito cuidado para não cair no subsolo!

 

2º degrau

O segundo degrau da cortesia no trabalho está relacionado a suavização da linguagem utilizada. 

Ou seja, é um forma de tornar a sua comunicação menos autoritária. Por exemplo, em vez de falar:

“Me entregue o documento até sexta-feira”, você transforma a sua fala em “Você poderia entregar o documento até sexta-feira?”

Parece uma pergunta, mas acredite, não é. É um comando só que em forma de pergunta retórica. 

Esse “-ia” é uma grande marca do português do Brasil para suavizar a linguagem.

Cortesia em ambientes profissionais

3º degrau

O terceiro degrau da cortesia é quando você empodera o outro por meio de algumas concessões.

Você deve estar se perguntando: mas como assim empoderar?

Eu te respondo! Na língua portuguesa há algumas expressões que, quando utilizadas na frase, empoderam seu interlocutor.

Veja, por exemplo, a diferença entre essas duas frases:

Vamos agendar uma reunião terça-feira?”; 

Podemos agendar uma reunião, se possível, para terça-feira?

Um simples “se possível”, “talvez”, entre outras, quando utilizados na frase faz muita diferença. É o que eu chamo de empoderamento do outro.

 

4º degrau

O quarto degrau está relacionado com a maior das generosidades, as explicações

Principalmente em ambientes profissionais, quando perguntado sobre algo, se você disser, por exemplo, “Não porque não” ou simplesmente não responder nada, soa muito grosseiro.

Solicitar para que seu interlocutor faça algo sem dar nenhum tipo de motivo, explicação, faz com que sua mensagem se mostre autoritária e nem um pouco empática.

Como consequência, essa será a visão que aquele que leu a mensagem terá em relação a você e seu profissionalismo. Com isso, o relação entre vocês pode ser mais difícil e isso não é bom para nenhuma das partes, concorda?

Então, é exatamente no quarto degrau que são colocadas as explicações.

Escada da Cortesia

E aí, vamos aplicar a Escada da Cortesia em seu ambiente profissional a partir de hoje?

Por fim, lembre-se sempre de que a Cortesia não diminui, nem enfraquece nenhum profissional. Pelo contrário, a Cortesia, usada de maneira correta, tem o poder de aumentar a Credibilidade e a Autoridade desse profissional.

Clique aqui e saiba mais estratégias que você deve utilizar na sua Comunicação Profissional.