Você provavelmente já ouviu falar na geração Z, composta pelos nascidos entre o início de 1990 e 2010, conhecidos como OS Digitais. 

São aqueles que não fazem ideia do que é um mundo sem internet, e estão habituados à enorme quantidade de informação disponível em plataformas digitais.

Sempre estão conectados totalmente ao mundo virtual, e costumam ter dificuldade em se comunicar por outros meios que não sejam as redes sociais.

Mundo digital não se desliga do mundo real

Com a hiper conectividade do mundo moderno, uma mudança gradativa de comportamento começa a marcar as novas gerações. 

Indo além de um ambiente de amplas possibilidades, a Geração Z vive o universo digital como uma conexão direta com o mundo real. 

Para essa geração, não tem muito sentido separar a vida real da digital. A internet está 24 horas no mundo deles, por isso, as interações on-line ganham uma dimensão tão grande, sendo por vezes maior do que a vida off-line.

Esta forma de viver é reflexo da ampliação do mundo digital, que ocorreu com o aumento de plataformas e conexões digitais. Devido à facilitação do acesso à internet, está cada vez mais fácil criar um mundo paralelo no qual a conexão fica totalmente digital, criando por vezes uma linguagem própria como: “VC” “PQ” “BLZ”, dentre outros exemplos.

A forma de processar informações é bem rápida, pelo fato dessa nova geração estar exposta desde de quase o primeiro momento de vida ao mundo digital, e, com isso, percebe-se que possuem um menor tempo de atenção, principalmente ao que não esteja conectado e relacionado ao mundo digital.

Mas, qual a forma de comunicação mais usada para a geração Z? 

Vídeos de dez a quinze segundos: a marca de uma de suas plataformas favoritas, o Instagram, que vem ganhando um crescimento cada vez maior.

Algumas empresas têm se atentado a essa forma de rápida conexão dessa geração, mas também tem observado a dificuldade na hora da escrita e da comunicação, por serem mais introspectivos ao mundo real.

Mas, a uma grande vantagem nos “Z” , é que eles estão abertos a novas experiências, e dispostos sempre a querer mais e aprender mais, pois o foco desta geração é evoluir.

As três gerações mais recentes…


1) Geração X, que chega à meia idade, pode ter desenvolvido a Internet.

2) A geração Y chegou logo após, para fazer essa conexão direta.

3) A geração Z  constitui 32% da população brasileira.

Ninguém pode prever até onde essa geração pode chegar e se desenvolver, mas pelo caminhar e ritmo das coisas, podemos ver que podem ir cada vez mais longe.

Linguagens digitais mais coloquiais estão virando vício para essa geração, que está deixando cada vez mais de lado a maneira formal de se enviar um e-mail, por exemplo, pois adaptam seus textos em forma digital. Para uma empresa, isso se torna um dificultador para investir em pessoas da Geração Y.  

Mas eu tenho uma maneira incrível de você que se reconhece nessa geração ou que têm essa geração em conexão do seu âmbito de trabalho.

Clique aqui e saiba mais.