Saber usar a liderança e equilibrar as habilidades para a vida são surpreendentemente e cruciais para o seu sucesso no trabalho também. Mark Zuckerberg dominou essas duas coisas.

Nos últimos anos, enquanto construía a maior rede social global, Zuckerberg teve muitos adeptos, assim como críticos. Se você o ama ou o odeia, o fato é que, apesar de ter abandonado a faculdade, Mark construiu um patrimônio que apenas alguns poucos no planeta tiveram o privilégio de construir.

 

O mais incrível é como ele fez isso. Mais do que apenas um inovador incrível, ele também é um grande Líder

 

Não se nasce líder, e você pode até ter nascido para ser um, mas, se não souber se desenvolver, vai estagnar no mesmo lugar durante anos.

Imagine só: você é um mero estudante, e, antes de se formar, torna-se um dos maiores líderes mundiais. Foi isso que aconteceu com Mark, um líder de primeira viagem, que, com o passar dos anos, virou o presidente das maiores redes mundiais de comunicação: Facebook, Instagram e Whatsapp.

 

E como Mark chegou na posição onde está hoje? Certamente, ele domina ou desenvolveu algumas habilidades.


Aqui temos 5 lições de liderança que Mark Zuckerberg nos ensina. Continue sua leitura!


1. Saiba lidar com a pressão 

É preciso saber que as críticas virão, e sua cabeça tem que estar aberta a entendê-las, mas não absorver tudo indiscriminadamente. Também não é eficaz perder a calma quando se está sob pressão ou em uma situação estressante. A raiva não gera sucesso – só serve para alienar ou dar a impressão para outras pessoas de que não se tem controle sobre uma situação. Desenvolver esse ânimo com tranquilidade e moderação ajuda a melhorar o relacionamento com todos, ao mesmo tempo em que fornece uma maneira de pensar com mais clareza sobre um determinado problema crítico ou as pressões do dia dia.

2.Definir metas de alto e longo prazo

Mark Zuckerberg nos ensina o que ele mesmo sempre praticou em toda a sua vida e funcionou para ele: “Pense grande, comece pequeno”. Das origens humildes a um imenso império, Zuckerberg sempre mirou em objetivos de longo prazo. Sua visão estava clara desde o início, inclusive, ele afirma: “Estou aqui para construir algo por um longo prazo”. Sua determinação inabalável elevou a si e sua empresa cada vez mais, e suas metas e sua ética de trabalho também refletem isso. Ele está sempre querendo oferecer uma experiência melhor aos usuários das redes sociais, com inovações e recursos no quais haja ganho para todos.

3. Saiba solucionar problemas

Zuckerberg sempre focou-se em resolver problemas. Ele observou em sua biografia: “A pergunta que faço a mim mesmo quase todos os dias é: ‘Estou fazendo a coisa mais importante que poderia estar fazendo?’”
Com isso, Mark se questiona a respeito de fazer o melhor dentro do que escolheu construir. Nesse momento, entra a inteligência emocional, uma habilidade cada vez mais valorizada no mundo moderno, e que possui alguns “nortes”:

Peço o que preciso, Ofereço o que tenho, Confidencialidade, Falar com intenção, Ouvir com o coração e Contribuir com a causa do outro.

Esses “nortes” permitem que você continue focado e motivado mesmo quando as coisas não estão indo para o caminho desejado, e apenas se foque em resolver e solucionar problemas.

4.Visão

Nos últimos anos, Zuckerberg se envolveu mais em moldar o cenário dos negócios globais, ilustrando que ele é mais do que apenas uma “maravilha de um só sucesso”. O ​​seu estilo de liderança incentiva os que trabalham com tecnologia a seguirem um exemplo, uma vez que os empreendedores de maior sucesso compartilham o mesmo traço: são apaixonados pelo que fazem. Zuckerberg sempre foi fascinado pela construção de sistemas que conectam pessoas. Sua paixão sempre foi tornar o mundo mais aberto, às vezes radicalmente.

Se você olhar para a declaração de missão do Facebook, seu núcleo não mudou desde o início. Ele afirma: “A missão do Facebook é dar às pessoas o poder de compartilhar e tornar o mundo mais aberto e conectado“.

Sim, Zuckerberg sempre foi apaixonado por usar a tecnologia para conectar pessoas, mas também se esforçou para alcançá-las. A visão de que essa conexão podia ser real é o que fez toda a diferença em seu potencial de liderança, ele queria fazer acontecer. O próprio Mark disse? “Encontre aquilo que você é super apaixonado. Muitos dos princípios fundadores do Facebook são que, se as pessoas tiverem acesso a mais informações e estiverem mais conectadas, isso tornará o mundo melhor; as pessoas terão mais compreensão, mais empatia. Esse é o princípio orientador para mim. Nos dias difíceis, eu realmente passo para trás, e é isso que me faz continuar. “- Mark Zuckerberg

5.Comunicação efetiva.

Comunicação efetiva não é apenas o que se fala, mas também como se ouve.

Enquanto muitos líderes deixam a comunicação dos funcionários para os outros membros da equipe, Zuckerberg sempre assumiu esse papel. Ao criar uma empresa que aumenta a comunicação e a interação entre as pessoas, faz sentido que ele também faça essa abordagem com seus funcionários. Muitas pessoas que já trabalharam no Facebook notam como ele está sempre andando por aí, conversando com todos, fazendo perguntas e conhecendo-os pessoalmente. Manter uma comunicação aberta com sua equipe não apenas gera confiança, mas também pode ajudá-lo a ser um líder mais eficaz.

A partir da reflexão que propus, quero que veja quais aspectos você, como líder, deve se aperfeiçoar e, então, leve para a sua liderança.

Busque ser um exímio líder, que inspira e transmite segurança e força para aqueles que estão a sua volta. Construa uma carreira brilhante em seu mercado. Seja autêntico, independente e estratégico para alcançar todos os seus objetivos.

Você já tinha pensado em todos essas lições que o Mark Zuckerberg tem para as lideranças e  para o mundo?