O que vem a sua mente quando você pensa em Comunicação Empresarial?

Há aqueles que pensam em palavras muito elaboradas que são usadas somente no nicho das empresas

Há, também, outros que pensam em publicidade: um meio que divulga notícias favoráveis relacionadas às empresa…

Há ainda quem pense em comunicação interna, apresentações e reuniões.

 

Mas afinal, o que é Comunicação Empresarial?

A verdade é que ela é tudo isso e mais um pouco!

 

Comunicação Empresarial é uma ferramenta estratégica de planejamento usada dentro de uma empresa com o objetivo de aprimorar os seus resultados. Mas, mais do que tentar defini-la, é preciso saber de sua importância:

A Comunicação Empresarial é uma arma poderosa que está relacionada com a sua capacidade de competir dentro do mercado.

Toda empresa precisa de uma Comunicação Empresarial clara e objetiva para evitar erros e também para aperfeiçoar seus processos. E essa comunicação envolve muita coisa…

Sabe por quê? Porque não basta apenas transmitir informações sobre produtos e serviços aos clientes, é necessário também se atentar para a comunicação interna, ou seja, com os colaboradores.

Comunicação não é simplesmente falar, afinal, falar todos nós conseguimos, não é mesmo? Comunicação também é ouvir o outro, falar e ser compreendido, passar a informação de modo que todos entendam.

E como sabemos se a comunicação – inclusive a Comunicação Empresarial – foi bem-sucedida? Com a resposta do outro! Mas por quê? Porque é na fala dele que percebemos se houve falha ou não.

Diante do que foi mencionado, saber ouvir, analisar, planejar o que será dito e agir conforme o que se pede e também de acordo com as necessidades da empresa é imprescindível para se ter uma boa comunicação empresarial – seja ela externa (com fornecedores e/ou clientes) ou interna (em reuniões e/ou apresentações com subordinados, colaterais ou superiores).


E você sabia que a sua apresentação muda conforme a sua audiência?

Pois é! Existe uma apresentação diferente para cada público e também para cada nível hierárquico.

Por exemplo, uma apresentação para um CEO tem que ser rápida e direta, com duração de no máximo 8 minutos. Já para a diretoria, o máximo é de 12 minutos e para o nível gerencial, existe uma pouco mais de folga, mas no máximo de 20 minutos.

Obviamente o tempo é muito curto, e é por isso que em apresentações e reuniões, o lema “quantidade não é qualidade” vale muito! Falar objetivamente, diretamente e com extrema clareza em tão pouco tempo é tarefa que exige treino.

Ah, não podemos nos esquecer  do conteúdo, pois ele também muda!


Tenho certeza que agora você já entendeu que saber fazer uma apresentação adequada a determinado público é:

– Saber qual nível de aprofundamento ela pede;

– Selecionar as informações primordiais a serem apresentadas;

– Atentar-se ao tempo;

– Etc

Agora, deixa eu te perguntar:

Como está o seu desempenho em relação à Comunicação Empresarial? E a performance da sua equipe? Quer saber como aprimorá-la? Clique aqui!