Já passamos da metade do ano, e como estão os seus resultados? Você conquistou tudo o que imaginou?

A cada ano fazemos novos planos, traçamos novas estratégias, elaboramos metas e, claro, buscamos sempre melhorar nossos resultados, não é mesmo?

Então eu te pergunto: tudo o que você planejou para 2017 está se concretizando?

Em outubro de 2016, aconteceu o Seminário Brasil 2017, promovido pela Câmara Americana de Comércio (AMCHAM). Lá, os empresários discutiram a perspectivas do país para o ano de 2017.

Naquela época (que nem está tão distante assim) os especialistas fizeram um diagnóstico do cenário econômico brasileiro e concluíram que a baixa produtividade é um dos fatores que trava o progresso da economia brasileira.

Quando compararam a produtividade do país a dos norte-americanos, notaram que a nossa produtividade decaiu nos últimos 30 anos. Um dos palestrantes do evento,o presidente do Insper, Marcos Lisboa, inclusive afirmou que “se o Brasil mudasse a produtividade de cada setor para que ela fosse igual à dos Estados Unidos, nossa produtividade seria 430% maior”.

Chocante, não?

E será que esse cenário ainda está atual?

Anime-se! Apesar das dificuldades, no evento, os especialistas acreditavam que o país estava em um caminho para um cenário de mudança, de crescimento, de reformas e melhorias, com empresários mais conscientes e preparados para corrigir os equívocos da empresa, inclusive a produtividade de seus colaboradores.

E esse crescimento econômico do país gera novas demandas, como a necessidade de descobrir, reter e engajar talentos, e também criar novos conhecimentos que possam ser compartilhados na comunidade da empresa e agregados a produtos.

Entretanto, a atração, engajamento e retenção de talentos no Brasil foram apontados pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento como o maior desafio para as empresas, já que os métodos tradicionais de motivação, como programas de benefícios, não são suficientes.

Então, como fazer para acompanhar as inovações que estão por vir?

A demanda por novos modelos de capacitação que possibilitem a aceleração do aprendizado para acompanhar as oportunidades econômicas é muito grande. Dessa forma, nesse cenário positivo de mudança, a estratégia para reter e engajar talentos é a construção de um ambiente de aprendizado e inovação.

As maiores empresas estão investindo mais em programas de treinamento e desenvolvimento para oferecer novas possibilidades de aprendizagem e otimização do desempenho.

Quer saber quais são os treinamentos mais procurados pelas empresas?

Ordenados por prioridade, os cinco temas que farão parte dos programas de treinamento das organizações são: Liderança (81%), Comunicação e feedback (58%), Qualidade e/ou atendimento ao cliente (39%), Segurança e/ou treinamentos obrigatórios (22%) e Tecnologia da informação (17%), segundo dados da ABTD.

E você, está pronto para seguir as tendências?

É só dar o primeiro passo aqui!