Empatia é a arte de se colocar no lugar do outro.

Sim, muitas vezes temos que aprender como fazer isso – mas só aprendemos praticando empatia.

Então, vamos conversar um pouco sobre isso?

No universo corporativo, a empatia é uma ferramenta que ajuda a mediar conflitos e entender muitas coisas que, muitas vezes, passam despercebidas. Vejamos:

A pessoa empática abre um canal que liga a sua mente com a de outra pessoa. Esta, consequentemente, vai sentir-se compreendida e respeitada – assim formam-se os laços de confiança e colaboração.

É um caminho de mão dupla.

Boas relações estimulam o desenvolvimento de talentos e ajudam a tirar o máximo proveito das habilidades e potencial de cada um. Isso fomenta a troca de informações e o diálogo aberto.

Sendo também a habilidade de aceitar e conviver bem com a diversidade, a empatia nos torna mais tolerantes, e com certeza vamos mais longe.

Como diz Augusto Cury:

“A empatia é a arte de se colocar no lugar do outro por meio da imaginação, compreendendo seus sentimentos e perspectivas e usando essa compreensão para guiar as próprias ações”.

Você pode perguntar…

…mas por que preciso ser empático?

Bom, posso te responder o seguinte:

O uso de nosso eu empático pode também estar ligado à resolução de questões do nosso dia a dia. Ao tentar se colocar no lugar do outro no ambiente de trabalho, temos muito a ganhar… expandindo nossa capacidade de compreensão dos problemas que nos rodeiam.

Esse exercício nos proporciona experimentar visões diferentes das nossas e observar aspectos antes ignorados por nós mesmos. E tudo pela simples constatação de que enxergamos tudo a nossa volta considerando nossas próprias experiências pregressas.

Não esquecendo que estas experiências nos moldam ao longo do tempo, desenvolvendo, mesmo que inconscientemente, o poder da empatia.

Portanto, no mundo do trabalho a empatia tem ganhado um olhar diferente. Líderes buscam desenvolver técnicas, entre elas a empatia, para alcançar resultados positivos em suas organizações e melhorar as relações entre os colaboradores.

Por isso, se você quer sair na frente no mercado (ou mesmo na sua empresa)…

Ser empático é uma característica necessária.

Vamos começar a colocar isso em prática hoje?

Olhe diferente (e principalmente, TRATE diferente) todos os que estão à sua volta.

Aliás, se quiser mais dicas sobre isso, nós temos aqui.